Gestão de Pessoas

Você sabe como manter um bom relacionamento interpessoal no trabalho?

Tempo de leitura: 6 min

Manter um bom relacionamento no trabalho traz muitos benefícios para os envolvidos. A comunicação flui melhor, as pessoas ficam mais dispostas a cumprir os desafios, a produtividade aumenta e, principalmente, a saúde é preservada.

Além disso, é possível alcançar níveis mais altos de inovação e criatividade na empresa, bem como a capacidade de se concentrar em oportunidades em vez de gastar energia tentando superar os desafios associados aos problemas de convivência.

Para você entender a importância desse assunto, vamos conceituar o que é relacionamento interpessoal, apresentar as melhores dicas para aplicar com a sua equipe e mostrar como a qualidade das relações interfere na saúde. Boa leitura.

Entenda o que é relacionamento interpessoal

Relacionamento interpessoal é quando duas ou mais pessoas são interdependentes e o comportamento de cada uma afeta os resultados da outra. Para se relacionar bem, é importante desenvolver algumas habilidades interpessoais, como empatia, liderança, inteligência emocional e outras.

Todo trabalhador que lida com qualquer tipo de comunicação verbal ou não verbal precisa desenvolver essas habilidades. São indicadores de sucesso em um ambiente de trabalho, pois os benefícios incluem a capacidade de cooperar com os colegas na busca de soluções para os problemas.

Conheça 7 dicas para manter um bom relacionamento no trabalho

Acompanhe cada uma com atenção.

1. Mostre que você é acessível

Todos os relacionamentos interpessoais precisam de abertura. Isso significa o desejo e a capacidade de compartilhar o que se está pensando e seus sentimentos sobre diferentes assuntos. Quando existe disposição para dividir, a pessoa percebe o interesse e, a partir de então, nasce a conexão.

Lembre-se de que dar o seu tempo é como dar um presente. É a única coisa que todos têm na mesma quantidade, basta gerenciar. Estar disponível para alguém mostra que você o valoriza o suficiente para gastar seu tempo com ele. Isso é extremamente importante.

2. Seja um bom ouvinte

Uma coisa que a maioria das pessoas costuma esquecer é que ouvir é metade de toda comunicação. Quando nos tornamos realmente bons em escutar, isso se torna mais da metade do nosso poder de comunicar.

Mostrar que está interessado no diálogo ajuda a aumentar a autoestima do outro, porque prova que você realmente se importa.

3. Demonstre empatia

Ter empatia pelas pessoas é fundamental quando se trata de relacionamentos no local de trabalho, pois ajuda a levar em consideração os pensamentos, os sentimentos e as necessidades daqueles que estão ao nosso redor.

Existem diferentes maneiras de desenvolver essa habilidade: palestras, como as que teremos na Arena Saúde Mental do Conecta Saúde Sesi, treinamentos ou mesmo na convivência diária. Ela, aliada à escuta ativa e a fortes práticas de comunicação, também é útil em termos de táticas de negociação.

4. Transmita feedback

Cada trabalhador da sua organização tem talentos e habilidades e acumula experiências. Se você puder ajudar os colegas de trabalho a aproveitar as melhores habilidades ou, até mesmo, a descobrir novas, será uma vantagem para o crescimento pessoal e profissional dele.

Portanto, é muito importante que as lideranças forneçam feedbacks constantes, elogiando valores e apontando o que deve ser melhorado. Em um ambiente assim, a equipe contribui com entusiasmo na busca do cumprimento dos objetivos e metas da empresa. Ela se lembrará que o líder fez parte das conquistas.

5. Tenha uma atitude positiva

Positividade é um dos principais componentes para o bom relacionamento interpessoal. Portanto, procure ser alegre, sorria enquanto interage com os colegas e demonstre otimismo pelos projetos da empresa. Pensar e agir dessa forma contribui até para o bom gerenciamento da segurança do trabalho.

6. Entenda que pensar diferente é normal

Faz muito bem ter em mente que não há problema em discordar. Cada ser humano tem a própria visão de mundo, sentimentos e opiniões diferentes. Na verdade, relacionamentos interpessoais no trabalho podem até prosperar depois de pequenos desentendimentos. Por isso, não fique guardando emoções por muito tempo, pois isso gera ressentimentos e acaba truncando a comunicação. Quando se deparar com um ponto de vista inusitado, seja compreensivo também.

7. Domine boas habilidades de comunicação

Talvez este seja o aspecto mais importante das habilidades interpessoais: transmitir sua mensagem de forma eficaz, sem criar nenhum tipo de conflito. Existem basicamente dois tipos de habilidades de comunicação: verbais e não verbais. A primeira coisa é saber ouvir corretamente, ou seja, você precisa ouvir com muita atenção. Assim, é possível saber o que falar depois de escutar o que o outro tem a dizer, evitando conflitos e, ao mesmo tempo, aumentando a produtividade.

A comunicação verbal abrange qualquer forma de comunicação que envolve palavras: ditas ou escritas. São as conversas que geralmente temos com nossos colegas de trabalho, clientes ou lideranças no almoço, em uma reunião, etc. É um recurso essencial para o desenvolvimento das habilidades interpessoais.

Você não deve apenas saber se comunicar, mas também saber a importância de se expressar verbalmente de maneira eficaz e aprender a arte de transmitir a mensagem adequadamente, porque transmitir o que você quer da melhor maneira possível é uma qualidade essencial para o bom profissional.

A comunicação não verbal existe paralelamente à comunicação verbal. Ela inclui a linguagem corporal, postura, expressões faciais e modos de gesticular enquanto comunica. O som da sua voz e o tom da fala também dizem muito sobre o seu modo de ser no trabalho. Portanto, é importante ter esses aspectos em mente.

Saiba como um bom relacionamento interpessoal no trabalho auxilia sua saúde

O desejo de se sentir conectado às pessoas é uma necessidade humana básica. Ainda que novas tecnologias com a Indústria 4.0 sejam desenvolvidas, as interações humanas serão sempre fundamentais.

Os relacionamentos interpessoais têm um impacto significativo na saúde mental, pois somos dotados de redes cerebrais reflexivas separadas para o pensamento social.

Assim, as relações estreitas estão ligadas à saúde de modo que constroem certos sistemas biológicos capazes de proteger contra os efeitos adversos do estresse. O cérebro libera oxitocina em resposta ao contato social, um poderoso hormônio ligado à confiabilidade e motivação para ajudar outras pessoas no local de trabalho.

De fato, os sistemas fisiológicos são altamente responsivos a interações sociais positivas. Especialista no assunto, a Dra Susan Andrews estará no Conecta Saúde Sesi falando sobre mitos e verdades da neurociência da felicidade — e você pode prestigiar ela e outros grandes palestrantes se inscrevendo aqui. Em sua palestra, Susan vai apresentar fatores cerebrais que, quando estimulados, aprimoram a capacidade dos indivíduos de se autorregularem, controlarem emoções e pensamentos.

Ou seja, quando os funcionários experimentam interações positivas, a capacidade do corpo de construir, manter e reparar é aprimorada tanto no local da ocupação quanto nos momentos de lazer e descanso não relacionados às tarefas de rotina. É por isso que o bom relacionamento no trabalho atua como aliado na evolução de fatores psicossociais.

Gostou do artigo? Aproveite para ler também este outro conteúdo e conhecer os fatores psicossociais e como eles interferem na produtividade das empresas.

Banner Sesi Viva MaisPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert