Conheça 7 práticas de saúde para gerar redução de custo na empresa

7 minutos para ler

Reduzir custos é um objetivo comum a muitas empresas. Afinal, uma boa gestão passa pelo melhor aproveitamento de recursos. Neste contexto, muitas vezes os investimentos em saúde são vistos como “gastos”, quando, na verdade, deveriam ser percebidos como investimentos capazes de reduzir outras despesas e, ao mesmo tempo, melhorar a percepção da organização entre seus empregados e outros públicos.

O plano de saúde é um dos benefícios que podem ajudar a diminuir a rotatividade e aumentar a satisfação dos trabalhadores na empresa. No entanto, ele pode gerar uma receita elevada para a corporação, caso seja muito usado. Por isso, é preciso buscar outras maneiras para reduzir custos nas empresas nas questões de saúde.

Além disso, funcionários afastados e baixa produtividade também são questões que aumentam os gastos e que podem ser resolvidos com a ajuda de adoção de práticas de saúde preventiva. Você sabe quais medidas podem ser adotadas para diminuir os custos da empresa e melhorar a qualidade de vida da equipe? Neste post, trazemos 7 delas. Confira!

1. Realização de check-up

O check-up é uma bateria de exames muito importante. Por meio dele, é possível diagnosticar doenças precocemente, antes mesmo da apresentação de sintomas mais graves, levando a pessoa a um tratamento correto e aumentando as chances de cura.

Ainda é possível evitar que enfermidades apareçam. Por exemplo, se um funcionário apresenta taxa de colesterol elevada, isso pode ser um risco de infarto ou de acidente vascular cerebral. Sendo assim, se é observada alguma alteração no exame, o empregado pode tomar medidas para controlar o colesterol e evitar maiores problemas de saúde.

Uma solução para garantir que todos os trabalhadores façam o check-up é incentivá-lo periodicamente ou oferecer os exames. Assim, os funcionários podem ter um maior controle da sua saúde e adotar um estilo de vida focado em prevenção.

2. Criação de grupos de atividade física

As atividades físicas são importantíssimas para promover uma vida mais saudável. Além de ajudar a manter um peso corporal adequado e prevenir enfermidades, elas proporcionam condicionamento físico e ajudam a dar mais disposição e bem-estar. Tudo isso reduz o absenteísmo e é capaz de aumentar a produtividade.

Quando estamos bem dispostos, conseguimos fazer as nossas tarefas com mais engajamento, o que reflete diretamente no rendimento do trabalho. Desta maneira, podem ser criados grupos para a prática de atividades físicas, como grupos de corrida. Muitas pessoas não fazem exercícios por diversos motivos, sendo a falta de ânimo um deles. As modalidades praticadas em grupo são ótimas para aumentar a aderência dessas pessoas.

3. Investimento extra em EPIs

Determinados equipamentos de proteção individual são obrigatórios por lei. Entretanto, em diversas atividades, existem outros acessórios que ajudam a garantir o bem-estar e a integridade física do funcionário e não estão na lista de obrigatoriedade.

Logo, é interessante buscar por eles e investir nos que promovem uma melhor qualidade de vida no trabalho. Assim, os funcionários se sentem mais protegidos e a empresa evita acidentes que podem afetar a produtividade e elevar a taxa de afastamento. Além disso, quando se diminuem os acidentes, se reduz o Fator Acidentário de Prevenção – FAP.

4. Cuidados com a ergonomia

A ergonomia ajuda muit, na produtividade e no bem-estar no trabalho. Por meio dela, também é possível evitar problemas de saúde, além de proporcionar maior conforto para a execução das tarefas.

Caso contrário, o incômodo pode fazer com que o funcionário não tenha um rendimento esperado e sinta dores na coluna, por exemplo, o que pode resultar em afastamentos. Sendo assim, aposte na ergonomia como maneira de reduzir o absenteísmo e aumentar a produtividade.

5. Prevenção de acidentes como pauta contínua

A conscientização é um passo fundamental para a prevenção de acidentes de trabalho e para a adoção do comportamento preventivo. A disponibilização de EPIs adequados não exclui a necessidade da empresa de pautar ações voltadas para a prevenção. Então, uma dos modos de fazer com que os trabalhadores tomem medidas de segurança é por meio de palestras, workshops e capacitações.

Um dos momentos propícios para abordar a SST de forma incisiva é a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT. Nesse caso, é interessante levar profissionais especializados para ministrar as falas, pois eles têm autoridade no assunto e são capacitados para tirar as dúvidas que possam surgir. Para aumentar o engajamento, estimule a participação ativa dos funcionários no evento.

6. Promoção da alimentação saudável

A alimentação saudável é um hábito necessário a todos. É por meio dela que o nosso corpo obtém todos os nutrientes para funcionar bem e, consequentemente, evitar doenças. Muitos problemas de saúde podem ser evitados com a ajuda de um cardápio equilibrado.

A promoção da alimentação balanceada pode ser feita de diversas maneiras. Oferecer um menu mais saudável, caso a empresa forneça refeições, é uma delas. Palestras e atividades com nutricionistas também são muito interessantes, pois os funcionários podem sanar questões com um profissional.

7. Cuidado profissional da saúde emocional

Além da saúde física, a emocional também merece atenção por parte da empresa. Depressão, estresse e ansiedade são condições que afetam a produtividade dos funcionários e são um dos maiores motivos para o alto índice de presenteísmo e absenteísmo.

As doenças mentais vêm aumentando cada vez mais, por conta do dia a dia corrido e da pressão que enfrentamos diariamente para cumprir todos os papéis que nos são designados. Então, poder contar com um profissional que ajuda a lidar com os sentimentos é o melhor caminho para prevenir esses distúrbios.

Sabemos que nem sempre os trabalhadores têm condições de arcar com os custos de um profissional de saúde mental. Por isso, uma boa ideia é oferecer ou facilitar o acesso a esse serviço tão importante.

Ter um planejamento para cuidar da saúde dos funcionários não é um gasto, e sim um investimento. O retorno de ter trabalhadores saudáveis e que se sintam bem dentro do ambiente de trabalho é o aumento da produtividade, a diminuição das faltas e dos afastamentos, o menor gasto com plano de saúde e a redução de outros custos nas empresas.

Por falar em saúde mental, você sabia que em 2016 mais de 75 mil pessoas foram afastadas do trabalho por conta da depressão? O problema é sério e deve ser prevenido e tratado. Aproveite que está por aqui, continue sua leitura e entenda por que cuidar dos casos de depressão é uma necessidade.

Quer saber mais sobre a importância da saúde mental no ambiente de trabalho? Então confira a programação da nossa série de webinars Conversas Inspiradoras e participe da próxima edição!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This