Gestão de Pessoas

Como solucionar conflito entre colaboradores?

Tempo de leitura: 5 min
Powered by Rock Convert

Um tema que tem sido cada vez mais debatido entre profissionais de gestão é a qualidade de vida no trabalho. Isso tem a ver com questões como a necessidade de atrair e reter os talentos, além da busca por credibilidade no mercado.

Sem uma gestão focada em fazer do ambiente da empresa um diferencial para a sua produtividade, a cada problema podem surgir novas ameaças capazes de interferir nos resultados do negócio.

Sendo assim, o ideal é reunir condições para agir diante das eventualidades. Neste texto, nos concentramos nos conflitos entre colaboradores. Saiba o que fazer quando eles aparecem e como agir para evitá-los!

Padronize a comunicação

Se prevenir é melhor do que remediar, aprimorar a comunicação da sua equipe certamente será melhor do que agir na resolução de conflitos.

Uma empresa que tem na comunicação um ponto forte costuma enfrentar um número menor de problemas. Nesse caso, vale a recomendação: padronize a comunicação interna para eliminar falhas.

Uma dica é criar protocolos para a realização de procedimentos, como a entrega e o recebimento de documentos. Isso evita interpretações equivocadas. Você também pode determinar que todas as solicitações sejam feitas via e-mail, criando registros dos eventos. Uma alternativa é implementar um sistema ERP mais focado na realidade da sua empresa. Considere ainda fazer atas das reuniões para registrar as decisões tomadas.

Adote a técnica Caucus

Apesar de a prevenção ser importante, saber agir na hora que o conflito aparece é fundamental. Melhor ainda é contar com recursos para tanto. Nessa lógica, a técnica Caucus é de grande valia, pois ela elimina dificuldades comuns nos embates interpessoais.

Nunca ouviu falar sobre esse recurso? Pois saiba que a sua aplicação é bastante simples. Basta um mediador conversar em separado com cada parte do conflito para acalmar os ânimos, ouvir as diferentes versões e pensar em formas de resolver o desentendimento de maneira racional.

Quando bem aplicado, esse tipo de negociação diminui a rejeição entre as pessoas e cria caminhos para uma resolução do conflito mais interessante para os objetivos da empresa.

Realize parafraseamento

Uma palavra mal-empregada pode ser a origem de problemas de relacionamento no ambiente de trabalho. Em casos assim, a técnica do parafraseamento é muito útil. Consiste em rever colocações que foram feitas para trazer uma nova interpretação mais adequada para o contexto. Isso também deve ser feito a partir da ação de um mediador.

Quando compreendido e dominado pelo líder, esse recurso permite conter os ânimos em discussões acaloradas e evitar desentendimentos maiores entre a equipe.

A técnica exige bom senso por parte do responsável. É ele quem deve reinterpretar palavras ou frases com inteligência e imparcialidade, a fim de encerrar o conflito sem distorcer a realidade.

Escute ativamente

Trata-se de uma estratégia de comunicação na qual o mediador se preocupa não somente com a linguagem verbal do seu interlocutor, mas também com a não verbal.

Assim, é possível compreender as motivações da pessoa — que podem transparecer na maneira como ela demonstra insegurança para abordar determinado assunto, na sua ansiedade para falar sobre um colega ou até na forma de desviar o olhar por algum motivo.

A escuta ativa é um instrumento útil para que o mediador compreenda aquilo que está além do que a pessoa diz. Uma vez que a comunicação é aperfeiçoada, ultrapassando o superficial, é natural que a confiança mútua aumente e surja a cumplicidade necessária para a superação dos problemas.

Este é um caminho seguro para melhorar o ambiente da empresa. A escuta ativa é uma ferramenta que pode ser usada a todo momento, não apenas diante de conflitos.

Identifique as emoções

Nervosismo, medo, irritação, raiva, frustração, inveja, ciúmes… Todos são sentimentos ruins e podem levar uma pessoa ao descontrole. Entretanto, ser capaz de identificar o sentimento que origina a reação é um sinal de inteligência emocional. Quando você desenvolve essa habilidade, consegue lidar melhor não somente com os próprios sentimentos, mas também com os das outras pessoas.

Isso faz a diferença na resolução de conflitos. Trabalhe sua inteligência emocional, de modo a identificar emoções e aperfeiçoar o relacionamento interpessoal dentro da empresa.

De maneira geral, podemos dizer que existem 5 habilidades que, ao serem trabalhadas, geram um aperfeiçoamento da inteligência emocional. São elas:

  • buscar o autoconhecimento;

  • desenvolver o autocontrole;

  • conhecer seus pontos fortes e fracos;

  • ter empatia com as pessoas;

  • acostumar-se a receber feedback com tranquilidade.

Assuma a responsabilidade

Se há um conflito entre colaboradores, o pior que o líder pode fazer é ignorá-lo. Entretanto, isso é muito comum e pode ocorrer quando a rotina é exigente e as pessoas simplesmente preferem seguir com suas atividades em vez de parar e resolver o problema.

Saiba que é preciso agir, mediando o processo na resolução de pendências. Apenas assim você terá como evitar o chamado efeito bola de neve, que acontece quando eventos menores se somam e fogem do controle no longo prazo.

Na teoria, o passo a passo é:

  • identificar o conflito;

  • atuar na resolução, buscando unir a equipe;

  • acompanhar os desdobramentos.

Acompanhe os desdobramentos

Não desconsidere a fase posterior à da solução de conflitos. Além de conversar com as partes e mediar a situação, é preciso construir soluções de maneira conjunta, visando o benefício de todos. Sendo assim, continue observando as pessoas envolvidas e analisando o desdobramento do caso.

Fique atento a isso. Se não ocorrer nenhuma melhoria, elabore novas ações pensando no bem comum. Você também pode considerar soluções como treinamentos corporativos que reúnam toda a sua equipe, não somente os colaboradores que trouxeram o problema.

Assim, considerando o seu bom senso e as técnicas aqui apresentadas, você tem como reunir ferramentas para evitar o surgimento de crises e atuar na resolução de conflitos.

Quando seres humanos convivem no ambiente de trabalho, é natural que surjam adversidades no dia a dia. Entender esse ponto é o primeiro passo para que o gestor consciente construa um ambiente harmônico dentro de sua empresa e faça disso um diferencial competitivo.

Entendeu como é possível lidar com o conflito entre colaboradores? Compartilhe o conteúdo nas redes sociais e divulgue para os seus contatos!

Banner Sesi Viva MaisPowered by Rock Convert