Gestão de Pessoas

5 dicas para motivar a geração millennial no trabalho

Tempo de leitura: 6 min
Powered by Rock Convert

Se até pouco tempo atrás a entrada da geração millennial no mercado causava teorias, críticas e especulações, agora a situação já é diferente. Eles não são mais um grupo minoritário nas organizações. Hoje em dia, eles compõem praticamente a metade da força de trabalho — um cenário que tende a se acentuar. 

Esse “domínio millennial” ainda deve se ampliar. Afinal, os profissionais dessa faixa etária têm muitos anos de serviço pela frente. É natural que ocupem o espaço deixado pelos outros grupos, os baby boomers e a geração X. Estes últimos estão encerrando sua participação no mercado ou ascendendo a outros cargos.

Considerando que a quantidade de millennials atuantes tende a aumentar, podemos concluir que a produtividade e a eficiência das organizações dependem do bom desempenho desse grupo. Então, qual é a melhor forma de lidar com eles no ambiente corporativo? Como podem ser motivados para alcançarem níveis superiores de performance?

Se você também deseja saber as respostas, continue a leitura! Selecionamos 5 dicas infalíveis para quem quer compreender a geração millennial, explorar todo o potencial dos profissionais e obter excelentes resultados.

1. Conheça as características dos millennials

Em vários aspectos, colaboradores não são tão diferentes de consumidores. Portanto, se uma empresa deseja ter o melhor resultado possível em relação a eles, precisa conhecer muito bem seu perfil e necessidades. Essa é a melhor estratégia para desenvolver ações capazes de tocar pontos sensíveis e gerar as atitudes esperadas.

As razões que levam as diferentes gerações ao engajamento são distintas. Então, é preciso entender quais são os valores importantes para os millennials e usá-los para motivar a ação. Eles são fascinados por desafios, detestam burocracia e controle, são impulsivos, não têm medo de assumir posições de poder e precisam de um senso de propósito.

Ao conhecer essas e outras características, a empresa consegue interpretar adequadamente as ações dos millennials, criar um ambiente de trabalho estimulante e aproveitar melhor o potencial do grupo. Então, a compreensão desses aspecto é o primeiro passo para uma gestão de pessoas apropriada.

2. Ofereça feedback contínuo

Os millennials tendem a ser imediatistas. Eles esperam que seus líderes proporcionem feedback contínuo, seja ele positivo ou negativo. Para eles, essa ação tem um significado importante, principalmente por dois motivos.

A primeira razão é o desejo de aperfeiçoamento, o que é excelente para as organizações. Os millennials não querem simplesmente fazer algo. Eles desejam entregar o melhor, já que para eles o trabalho representa uma fonte de realização muito significativa. Então, o feedback é fundamental para identificar as próprias falhas, corrigi-las e apresentar a melhor performance possível.

O segundo ponto é que os millennials querem ascender rapidamente na carreira. Por isso, eles não aceitam a ideia de esperar o final de um ano ou de um quadriênio para descobrir que sua performance não dará acesso a novas oportunidades. Eles desejam saber disso agora para corrigirem a rota e se tornarem aptos a alcançar seus objetivos profissionais.

3. Crie um plano de desenvolvimento individual

A palavra “acomodação” não existe no dicionário dos millennials. Eles querem desenvolver uma carreira de sucesso, o mais rápido possível. Portanto, se estão em uma organização que não sinaliza nenhuma perspectiva de ascensão, eles tendem a se desmotivar. Ou, ainda com mais frequência, buscar oportunidades em outra empresa.

Por isso, é importante que a companhia tenha um plano de desenvolvimento individual. Os passos necessários para a ascensão devem ser explícitos e transparentes. Assim, o colaborador sabe exatamente o que deve fazer para alcançar uma promoção e começa a visualizar um futuro.

4. Pratique a flexibilidade

Millennials tendem a valorizar organizações flexíveis. Eles entendem que, em muitos casos, produtividade não está necessariamente relacionada à presença ou cumprimento de jornadas extensas de trabalho. Então, a menos que a rigidez de horários seja imprescindível em seu negócio, pense em outras alternativas.

A flexibilidade de horários e a possibilidade de home office pelo menos uma vez por semana permitem que as pessoas organizem suas atividades. Dessa forma, elas conseguem conciliar adequadamente carreira e interesses pessoais. Isso contribui para o aumento da qualidade de vida e a satisfação com o ambiente de trabalho.

Mas não pense que os millennials vão se esforçar menos devido à flexibilidade. Eles são apaixonados por projetos e querem ser reconhecidos por sua boa atuação. Por isso, terão o empenho necessário para verem suas tarefas concluídas, mesmo que em horários pouco convencionais.

5. Estimule a criatividade

Os millennials têm muita iniciativa, mente inovadora e um grande domínio da tecnologia. A combinação desses três elementos faz com que eles pensem em novas maneiras de resolver problemas antigos. Suas soluções geralmente são mais rápidas e eficientes.

Consegue imaginar o potencial dessa característica dos millennials? Eles têm a possibilidade de revolucionar uma empresa, ajudando-a a se reinventar. Assim, ela se mantém relevante em um mercado em constante transformação, marcado pela alta competitividade. 

Para isso, a empresa precisa estar aberta a rever seus conceitos e processos. Estimular a criatividade e gerar canais de comunicação eficientes são fatores importantes para motivar os millennials.

Além das novas soluções que a criatividade traz, tal abertura estimula a capacidade empreendedora dos millennials. Hoje em dia, fala-se muito da necessidade de ter colaboradores com a visão de “dono”. Nada é tão eficaz para desenvolver essa qualidade do que o incentivo a ações que melhorem a capacidade do trabalho executado. 

A entrada dos millennials no mercado foi cercada por controvérsia. A princípio, as queixas de gestores tradicionais eram muito comuns. Eles afirmavam que esse grupo não se adaptava à estrutura das empresas. Mas, ao contrário, exigia que as organizações se adequassem a ele, o que criou barreiras entre gerações.

Porém, a inconformidade típica dos millennials é benéfica. Ao contrário do que se pensava, é justamente essa característica que está alavancando a inovação e salvando vários negócios. As organizações devem se preparar para acolhê-los, desafiá-los e motivá-los. Dessa forma, serão capazes de aproveitar todo esse potencial para se destacarem em um mercado altamente competitivo.

As dicas sobre a geração millennial foram úteis? Então, que tal compartilhar o post nas suas redes sociais? Seus contatos também vão gostar!

Powered by Rock Convert
Banner Sesi Viva MaisPowered by Rock Convert